Rodada de Trabalho na Cooperçu

De 30 de Março a 04 de Abril, a equipe técnica do Ceades e membros da coordenação, tiveram mais uma rodada de trabalho junto às associações e associados da Cooperçu. Foram feitas visitas de aferição e levantamento de dados, além de reuniões com representantes das agroindústrias e fabrica de rações.

Dia 01 de Abril, aconteceu à reunião dos diretores da cooperativa onde o Ceades apresentou uma síntese do trabalho feito até o presente momento, marcado pela elaboração de um Plano de Negócios, o qual demonstra a viabilidade, os gargalos e as potencialidades da cooperativa.

Na opinião do coordenador do projeto Paulo Machajewisk e Ronaldo Martins, coordenador do instituto, durante o período de atuação do Ceades, via projeto do Ministério de Agricultura e Pecuária e Abastecimento – MAPA ouve uma evolução significativa marcada pela restruturação do quadro social, culminado com as eleições da cooperativa, restabelecimento da confiança entre os sócios, retomada das negociações com indústria local.

Alvori Santos, responsável pela elaboração do Plano de Negócios, comenta que no momento inicial dos trabalhos, o número de tanques rede na água correspondia a 51 % da capacidade instalada da cooperativa, hoje ao chegarmos a conclusão do Plano de Negócios, atingimos a marca de 80 % dos tanques na água, um incremento significativo, pois à medida que se elaborava o plano de negócios questões operacionais iam sendo resolvidas. O avanço, segundo Alvori, deve ao fato da retomada da confiança entre os sócios, os quais passaram a visualizar e acompanhar os indicadores técnicos elaborados pela nossa equipe de trabalho.

Outro fator positivo foi a retomada das negociações com indústria, local e regional. Essa negociação, incluindo pagamento de dividas antigas, permite beneficiar parte da produção de peixes produzida pela cooperativa.

A região de Laranjeiras do Sul, também contemplada pelas açães do projeto, tem agenda prevista pra acontecer nos dias 19 e 20 de Abril, momento que estrão reunidos associações e produtores de peixe de tanque escavado.

 

Deixe uma resposta?